Translate

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Jean Piaget e o Desenvolvimento Cognitivo



Jean William Fritz Piaget (1896-1980) foi um epistemólogo suíço, considerado o maior expoente do estudo do desenvolvimento cognitivo.


Estudou inicialmente biologia, na Suíça, e posteriormente dedicou-se à área de Psicologia, Epistemologia e Educação. Foi professor de psicologia na Universidade de Genebra de 1929 a 1954, tornando-se mundialmente reconhecido pela sua revolução epistemológica. Durante a sua vida Piaget escreveu mais de cinquenta livros e diversas centenas de artigos.

Frases e pensamentos de Piaget:

- "A principal meta da educação é criar homens que sejam capazes de fazer coisas novas, não simplesmente repetir o que outras gerações já fizeram. Homens que sejam criadores, inventores, descobridores. A segunda meta da educação é formar mentes que estejam em condições de criticar, verificar e não aceitar tudo que a elas se propõe."
- "O professor não ensina, mas arranja modos de a própria criança descobrir. Cria situações-problemas".
- "Tudo o que se ensina a uma criança, a criança não pode mais, ela mesma, descobrir ou inventar"
- "A infância é o tempo de maior criatividade na vida de um ser humano".
- "..a atividade lúdica é o berço obrigatório das atividades intelectuais da criança sendo por isso, indispensável à prática educativa".
- "Se o individuo é passivo intelectualmente, não conseguirá ser livre moralmente"
- "Nas brincadeiras, uma criança age de acordo com sua visão do mundo".
- "Quando olho uma criança ela me inspira dois sentimentos, ternura pelo que é, e respeito pelo que posso ser. "


Desenvolvimento Cognitivo

Piaget tinha uma perspetiva construtivista acerta do desenvolvimento: as estruturas do pensamento são produto de uma construção contínua do sujeito que age e interage com o meio. A inteligência contrói-se progressivamente ao longo do tempo por estádios:

Estádio Sensório-motor

Na presença de um objeto novo, a criança sacode-o, esfrega-o, como se se tratasse de os compreender pelo uso. Se taparmos um objeto com uma manta, para ele deixa de existir porque desapareceu do seu campo de visão.

Mais tarde, quase no fim deste estádio, percebe que se por exemplo puxar a toalha da mesa, que os objetos ficam mais próximos.

Estádio Pré-Operatório

O que marca a entrada neste estádio é o aparecimento da função simbólica, que é nada mais nada menos que o início do pensamento. As principais manifestações da função simbólica são:
Linguagem- A criança é muito egocêntrica e quando brinca com outras ciranças dá-se um monólogo coletivo.
Jogo simbólico- A criança dá vida a objetos conforme os seus desejos.
Imagem mental- Não distingue "todos" de "alguns". Se vir um gato preto em diferentes locais, pensa que é o mesmo gato em ambos os sítios.
Para Piaget o período pré operatório divide-se em 2 sub-estádios:

1. Pensamento Pré concetual (2-4 anos)

- Animismo/ Antropomorfismo- Dá vida ás coisas e sentimentos

- Realismo- Materializa as suas fantasias (Ex: se sonhou que estava um bicho debaixo da cama, pode ter medo)

- Finalismo- Tudo tem de ter uma justificação

- Artificialismo- É a explicação de fenómenos naturais como se fossem produzidos pelos humanos

- Egocentrismo- A criança relaciona tudo consigo (Ex: a lua persegue-a)

2.Pensamento Intuitivo (4-7 anos)

- Irreversibilidade- a criança não consegue reverter as operações que realizou
- Dificuldades de transformação, ou seja, incapacidade de compreender os processos que implicam mudança
- Centralização- centra-se apenas num aspeto
- Não conservação- incapacidade de compreender que a quantidade pode permanecer embora mude o seu aspeto ou aparência.


Estádio das operações concretas
(7 aos 11 anos)
Segundo Piaget é neste estádio que se reorganiza verdadeiramente o pensamento. É a partir deste estádio (operações concretas) que as crianças começam a ver o mundo com mais realismo. É neste estádio que a criança adquire a capacidade de realizar operações. Operação pode ser definida como a ação interiorizada, realizada no pensamento, composta por várias ações

A criança já consegue realizar operações, no entanto, precisa de realidade concreta para realizar as mesmas, ou seja, tem que ter a noção da realidade concreta para que seja possível à criança efetuar as operações.
Para percebermos melhor isto, podemos referir a experiência dos copos de água. Se no estádio anterior a criança não conseguia perceber que a quantidade era a mesma independentemente do formato do copo, neste estádio elas já percebem que a quantidade (volume) do líquido é a mesma, pois já compreendem a noção de volume, bem como peso, espaço, tempo, classificação e operações numéricas.

* A criança vai conhecendo os vários espaços nos quais interage, organizando-os. Também aqui está presente a reversibilidade do real, onde o conceito de espaço está relacionado com o conceito de operação. O espaço isolado por si só não existe. (espaço)

* Para que a criança domine este conceito é fundamental que compare diversos objetivos para os poder diferenciar. (peso)

* Primeiro a criança tem que agrupar os objetos pela sua classe e tamanho, depois os classificar e consequentemente adquirir conceitos. (classificação)

Apesar de neste estádio a criança já conseguir efetuar operações corretamente, precisa ainda de estar em contacto com a realidade, por isso o seu pensamento é descritivo e intuitivo. Ao longo deste período já não tem dificuldade em distinguir o mundo real da fantasia. A criança já interiorizou algumas regras sociais e morais e, por isso, as cumpre deliberadamente para se proteger. É nesta fase que a criança começa a dar grande valor ao grupo de pares, por exemplo, começa a gostar de sair com os amigos, adquirindo valores tais como a amizade, companheirismo, partilha, entre outras, começando a aparecer os líderes.

O pensamento é cada vez mais estruturado devido ao desenvolvimento da linguagem. A criança tem já mais capacidade de estar concentrada, e algum tempo interessada em realizar determinada tarefa.

Reversível – a criança durante este estádio pode voltar ao ponto de partida.

Estádio das Operações-Formais
Conservação: Uma criança com 4/5 anos diria que o copo mais alto tinha mais líquido, enquanto que uma criança que atingiu o pensamento operatório afirmará que têm a mesma quantidade.











Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário